Professor Doutor do DCP-USP, possui graduação em Ciência Política pela Albert-Ludwigs-Universität Freiburg (1989), doutorado em Ciência Política pela Albert-Ludwigs-Universität Freiburg (1994), pós-doutorado no Instituto Max Planck para Direito Penal Comparativo em Freiburg (2000), na Universidade Livre de Berlim (2002) e no Massachusetts Institute of Technology (2013/2014). Atuou como assessor para a ONG Transparencia Brasil (2003-2004) e Transparency International (2004-2010). Foi professor doutor do Departamento de Ciencia Politica da Universidade Estadual de Campinas (1995-2014). Pesquisas e publicações na área de Ciência Política, com ênfase em sistemas partidários, eleições, dinheiro na política, boa governança e corrupção, instituições de controle. Ingressou no DCP em 2014.

 

 

  PROGRAMAS DE CURSOS (GRADUAÇÃO E PÓS)

btn up2

 

 

  PUBLICAÇÕES

btn up2

 

 Publicações disponíveis em:

https://www.researchgate.net/profile/Bruno_Speck

https://usp-br.academia.edu/BrunoWilhelmSpeck

 

Livros

Meneguello, Rachel, Bruno Wilhelm Speck, Teresa Sacchet, Maíra Kubik Mano, Fernando Henrique dos Santos, and Caroline Gorski, eds. Mulheres E Negros Na Política: Estudo Exploratório Sobre O Desempenho Eleitoral Em Quatro Estados Brasileiros. 1a ed. Campinas: Centro de Estudos de Opinião Pública, Universidade Estadual de Campinas, 2012.
Speck, Bruno W., ed. Caminhos Da Transparência: Análise Dos Componentes de Um Sistema Nacional de Integridade. Campinas, SP, Brasil: Editora da Unicamp, 2002.
———. Inovação E Rotina No Tribunal de Contas Da União: O Papel Da Instituição Superior de Controle Financeiro No Sistema Político-Administrativo Do Brasil. Série Pesquisas, no. 21. São Paulo, SP, Brasil: Konrad Adenauer Stiftung, 2000.
———. Strömungen politisch-sozialen Denkens im Brasilien des 20. Jahrhunderts. Freiburger Beiträge zu Entwicklung und Politik 16. Freiburg i. Br: ABI, 1995.

 

Capítulos

Mancuso, Wagner Pralon, and Bruno Wilhelm Speck. “Os preferidos das empresas: um estudo de determinantes do financiamento eleitoral empresarial.” In Empresários, Desenvolvimento, Cultura e Democracia, edited by Paulo Roberto Neves da Costa and Juarez Pont, 185–95. Curitiba: UFPR, 2015.
Sacchet, Teresa, and Bruno Wilhelm Speck. “Dinheiro e Sexo na Política Brasileira: financiamento de campanha e desempenho eleitoral em cargos legislativos.” In Mulheres nas eleições 2010, edited by José Eustáquio Diniz Alves, Céli Regina Jardim Pinto, and Fátima Jordão, 417–52. Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Ciência Política; Secretaria de Políticas para as Mulheres, 2012.
Speck, Bruno Wilhelm. “Brazil.” In Checkbook Elections?: Political Finance in Comparative Perspective, edited by Pippa Norris and Andrea Abel van Es, 27–44. New York: Oxford University Press, 2016.
———. “Brazil: Crime Meets Politics.” In Dangerous Liaisons: Organized Crime and Political Finance in Latin America and beyond, edited by Kevin Casas-Zamora, 42–75. Washington D.C.: Brookings Institution, 2013.
———. “Campaign Finance Reform: Is Latin America on the Road to Transparency?” In Global Corruption Report 2004. Special Focus: Political Corruption, edited by Robin Hodess, 32–35. London; Sterling, VA: Pluto Press/Transparency International, 2004. http://search.ebscohost.com/login.aspx?direct=true&scope=site&db=nlebk&db=nlabk&AN=168070.
———. “Korruption und Korruptionsbekämpfung.” In Brasilien heute. Geographischer Raum, Politik, Wirtschaft, Kultur, edited by Sérgio Costa, Gerd Kohlhepp, Horst Nitschack, and Hartmut Sangmeister, 245–63. Frankfurt am Main: Vervuert, 2010.
———. “O Financiamento de Campanhas Eleitorais.” In Reforma Política No Brasil, edited by Leonardo Avritzer and Fátima Anastasia, 153–58. Belo Horizonte : Brasília, DF: Editora UFMG ; PNUD, 2006.
———. “O financiamento político e a corrupção no Brasil.” In Temas de corrupção política no Brasil, edited by Rita de Cássia Biason, 49–97. São Paulo: Balão Editorial, 2012.
———. “Politische Integration der Armen in ein politisches System auf Krücken.” In Lateinamerika im Wandel, edited by Peter Birle, 117–37. Baden-Baden: Nomos Verlagsgesellschaft, 2010.
———. “Recursos, partidos e eleições: o papel do financiamento privado, do Fundo Partidário e do horário gratuito na competição política no Brasil.” In Sistema Político Brasileiro: Uma Introdução, edited by Lucia Avelar and Antônio Octavio Cintra, 3rd ed., 247–70. Fundação Konrad Adenauer; Unesp: Rio de Janeiro; São Paulo, 2015.
Speck, Bruno Wilhelm, and Peter Birle. “Die politische Dimension von Amtsmissbrauch, Korruption, Drogenhandel und Kriminalität: Rechtsstaat und Gemeinwohl in Brasilien.” In Brasilien - Eine Einführung, 65–90. Frankfurt am Main: Vervuert, 2013.
Speck, Bruno Wilhelm, and Emerson Urizzi Cervi. “O peso do dinheiro e do tempo de rádio e TV na disputa do voto para prefeito.” In A lógica das eleições municipais, edited by Mara Telles and Antonio Lavareda, (no prelo). Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 2016.
Speck, Bruno Wilhelm, Edna Delmondes, Eduardo Bohórquez, and Deniz Devrim. “The Risk of Corruption in Public Procurement in Brazil.” In A New Role for Citizens in Public Procurement, 73–81. México City, 2012.
Speck, Bruno Wilhelm, and João Luiz Pereira Marciano. “O perfil da Camara dos Deputados pela ótica do financiamento privado das campanhas.” In Legislativo pós-1988: reflexões e perspectivas, edited by André Sathler and Ricardo Braga, 267–93. Brasília: Edições Câmara, 2015.
Speck, Bruno Wilhelm, Timothy Power, and Matthew Taylor. “Auditing Institutions.” In Corruption and Democracy in Brazil, 127–61. University of Notre Dame Press, 2011.
Speck, Bruno Wilhelm, and Teresa Sacchet. “Patrimônio, instrução e ocupação dos candidatos: Uma análise das candidaturas de mulheres e homens nas eleições gerais de 2010 no Brasil.” In Mulheres nas eleições 2010, edited by José Eustáquio Diniz Alves, Céli Regina Jardim Pinto, and Fátima Jordão, 167–206. Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Ciência Política; Secretaria de Políticas para as Mulheres, 2012.
Speck, Bruno Wilhelm, Teresa Sacchet, and Fernando Henrique dos Santos. “Financiamento de campanhas de homens e mulheres candidatos a deputado estadual e deputado federal nas eleições gerais de 2010 no Brasil.” In Mulheres e negros na política: Estudo exploratório sobre desempenho eleitoral em 4 estados brasileiros, edited by Rachel Meneguello, Bruno Wilhelm Speck, Teresa Sacchet, Maíra Kubik Mano, and Caroline Gorski, 67–102. Campinas: CESOP/Unicamp, 2013.

 

 Artigos

Mancuso, Wagner Pralon, and Bruno Wilhelm Speck. “Financiamento de Campanhas E Prestações de Contas.” Cadernos Adenauer 15, no. 1 (2014): 135–50.

———. “Financiamento empresarial na eleição para deputado federal (2002-2010): determinantes e consequências.” Revista Teoria & Sociedade 23, no. 2 (2015): 103–25.

Sacchet, Teresa, and Bruno Wilhelm Speck. “Financiamento Eleitoral, Representação Política E Gênero: Uma Análise Das Eleições de 2006.” Opinião Pública 18, no. 1 (2012): 177–97. doi:10.1590/S0104-62762012000100009.

Speck, Bruno Wilhelm. “A Compra de Votos: Uma Aproximação Empírica.” Opinião Pública 9, no. 1 (2003): 148–69. doi:10.1590/S0104-62762003000100006.

———. “Astronomia E Reforma Política.” Em Debate, Belo Horizonte 5, no. 4 (2013): 7–19.

———. “Game over: duas décadas de financiamento de campanhas com doações de empresas no Brasil.” Revista de Estudios Brasileños 3, no. 4 (2016): 125–35.

———. “Influenciar as Eleições Ou Garantir Acesso Aos Eleitos. O Dilema Das Empresas Que Financiam Campanhas Eleitorais.” Novos Estudos - CEBRAP 104 (March 2016): 38–59.

———. “Pensando a reforma do sistema de financiamento da política no Brasil.” Revista Parlamento e Sociedade, São Paulo 3, no. 4 (2016): 99–114.

———. “Reagir a Escândalos Ou Perseguir Ideais? A Regulação Do Financiamento Político No Brasil.” Cadernos Adenauer 6, no. 2 (2005): 123–59.

Speck, Bruno Wilhelm, Maria do Socorro Sousa Braga, and Valeriano Costa. “Estudo exploratório sobre filiação e identificação partidária no Brasil.” Revista de Sociologia e Política 23, no. 56 (2015): 125–48.

Speck, Bruno Wilhelm, and Mauro Macedo Campos. “Incentivos Para a Fragmentação E a Nacionalização Do Sistema Partidário a Partir Do Horário Eleitoral Gratuito No Brasil.” Teoria & Pesquisa. Revista de Ciência Política 23, no. 2 (2014): 12–40.

Speck, Bruno Wilhelm, and Emerson Urizzi Cervi. “Dinheiro, Tempo E Memória Eleitoral: Os Mecanismos Que Levam Ao Voto Nas Eleições Para Prefeito Em 2012.” Dados 59, no. 1 (March 2016): 53–90. doi:10.1590/00115258201671.

Speck, Bruno Wilhelm, and Wagner Pralon Mancuso. “A Study on the Impact of Campaign Finance, Political Capital and Gender on Electoral Performance.” Brazilian Political Science Review 8, no. 1 (2014): 34–57. doi:10.1590/1981-38212014000100002.

———. “O Que Faz a Diferença? Gastos de Campanha, Capital Político, Sexo E Contexto Municipal Nas Eleições Para Prefeito Em 2012.” Cadernos Adenauer XIV, no. 2 (2013): 109–26.

 

  ENTREVISTAS E PODCASTS

btn up2

 

 

  NÚCLEO / GRUPO DE PESQUISA

btn up2