Professor Doutor do DCP-USP. Possui graduação em Ciências Sociais (1990), Mestrado (1994) e Doutorado (2000) em Ciência Política pela Universidade de São Paulo. Dedica-se ao estudo das Instituições Políticas, com ênfase nos seguintes temas: constitucionalismo e democracia em perspectiva comparada, direito e justiça, sistema político brasileiro, instituições de justiça: Judiciário, Ministério Público e Polícia Federal. Foi professor da PUC-SP entre 1995 e 2008 e Coordenador da Pós-Graduação em Ciência Política da USP entre 2011 e 2014. Ingressou no DCP em 2008. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2. Em 2019, atuará como pesquisador do IEA - Instituto de Estudos Avançados da USP - no âmbito do programa "Ano Sabático", desenvolvendo o projeto "Corrupção política e crime organizado no Brasil"

 

  PROGRAMAS DE CURSOS (GRADUAÇÃO E PÓS)

btn up2

 

FLS 6117 - Constitucionalismo e Democracia (1o semestre de 2018) NEW

FLP 0204 - Política IV - Instituições Políticas Brasileiras (1o semestre de 2017)

FLP 0455 - Judiciário e Política (2o semestre de 2016)

 

  PUBLICAÇÕES

btn up2

 

LIVROS 

Arantes, Rogério Bastos (2002) Ministério Público e Política no Brasil. São Paulo: Idesp: Editora Sumaré; Fapesp; Educ.

Arantes, Rogério Bastos.(1997) Judiciário e Política no Brasil. São Paulo: Idesp: Editora Sumaré; Fapesp; Educ.

ARTIGOS e CAPÍTULOS DE LIVROS MAIS RELEVANTES

Arantes, Rogério B. Moreira, Thiago. M. Q. Democracia, instituições de controle e justiça sob a ótica do pluralismo estatal. Opinião Pública, Vol. 25, nº 1, pp 97-135. 2019.

Arantes, Rogério B.; COUTO, Cláudio G. "1988:2018: Trinta anos de constitucionalização permanente". In: Naércio Menezes Filho; Andre Portela Sousa. (Org.). A Carta. Para entender a Constituição brasileira. 1ed.São Paulo: Todavia, 2019, v. 1, p. 13-52.

Arantes, Rogério B. "Mensalão: um crime sem autor?". In: Marjorie Correa Marona; Andrés Del Rio. (Org.). Justiça no Brasil: às margens da Democracia. 1ed.Belo Horizonte: Arraes, 2018, v. , p. 338-389.

Arantes, Rogério B. “Rendición de cuentas y pluralismo estatal en Brasil: Ministerio Público y Policía Federal”. Desacatos (CIESAS), v. 49, p. 1, 2015.

Arantes, Rogério B. Moreira, Thiago. M. Q. “Defensoria Pública e Acesso à Justiça no Novo CPC”. In: Jose Augusto Garcia de Sousa. (Org.). Defensoria Pública. 1ed.Salvador: JusPodivm, 2016, v. 5, p. 703-730.

Arantes, Rogério B. "Judiciário: entre a Justiça e a Política”. In: Lucia Avelar; Antonio Octavio Cintra. (Org.). Sistema Político Brasileiro: uma introdução. 3ed.Rio de Janeiro; São Paulo: F Konrad Adenauer; Editora UNESP, 2015.

Arantes, Rogério B. “Ações Coletivas”. In: Leonardo Avritzer, Newton Bignotto, Fernando Filgueiras, Juarez Guimarães, Heloisa Starling. (Org.). Dimensões Políticas da Justiça. 1ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013, p. 495-503.

Arantes, Rogério B. “Cortes Constitucionais”. In: Leonardo Avritzer, Newton Bignotto, Fernando Filgueiras, Juarez Guimarães, Heloisa Starling. (Org.). Dimensões Políticas da Justiça. 1ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013, p. 195-206.

Arantes, Rogério B.; COUTO, Cláudio Gonçalves. “Constitutionalizing Policy: the Brazilian Constitution of 1988 and its impact on governance”. In: Detlef Nolte and Almut Schilling-Vacaflor. (Org.). New Constitutionalism in Latin America: Promises and Practices. 1ed.Farnham, Burlington: Ashgate Publishing, 2012, v. 1, p. 203-222.razilian Constitution of 1988 and its impact on governance. In: Detlef Nolte and Almut Schilling-Vacaflor. (Org.). New Constitutionalism in Latin America: Promises and Practices. am, Burlington: Ashgate Publishing, 2012, v. 1, p. 203-222.

Arantes, Rogério B. "Polícia Federal e Construção Institucional". In: Leonardo Avritzer; Fernando Filgueiras. (Org.). Corrupção e Sistema Político no Brasil. 1ed.Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011, p. 99-132.

Arantes, Rogério B. "The Federal Police and the Ministério Público". In: Timothy Power; Matthew Taylor. (Org.). Corruption and Democracy in Brazil. 1ed.Notre Dame: University of Notre Dame Press, 2011, p. 184-217.

Arantes, Rogério B. & Couto, Cláudio G. Construção Democrática e Modelos de Constituição. Dados (Rio de Janeiro. Impresso), v. 53, p. 545-585, 2010.

Arantes, Rogério B & Couto, Cláudio G. “Constitution, Government and Democracy in Brazil”. World Political Science Review, v. 4, p. 3, 2008.

Arantes, Rogério B. & COUTO, Cláudio G. “Constituição, governo e democracia no Brasil”. Revista Brasileira de Ciências Sociais (Impresso), v. 21, p. 41-62, 2006.

Arantes, Rogério B. “Constitutionalism, the Expansion of Justice and the Judicialization of Politics in Brazil”. In: Rachel Sieder; Line Schjolden; Alan Angell. (Org.). The Judicialization of Politics in Latin America. 1ed.New York: Palgrave Macmillan, 2005, p. 231-262

Arantes, Rogério B.Arantes, Rogéri

Arantes, Rogério B. "The Brazilian Ministério Publico and political corruption in Brazil". In: Promoting Human Rights through good governance in Brazil, Centre for Brazilian Studies, University of Oxford, 2003, Oxford, 2003
Arantes, Rogério B. "Direito e política: o Ministério Público e a defesa dos direitos coletivos". Revista Brasileira de Ciências Sociais (Impresso), São Paulo, v. 14, n.39, p. 83-102, 1999.
Arantes, Rogério B. "Judicial contestation: a less decisive and more resolute political system" (book review). Brazilian political science review, v. 2, p. 138-145, 2008.
Arantes, Rogério B & COUTO, Cláudio G. "A constituição sem fim". In: Sérgio Praça; Simone Diniz. (Org.). Vinte anos de Constituição. São Paulo: Paulus, 2008, v. , p. 31-60. 
Arantes, Rogério B.; Abrucio, Fernando Luiz; Teixeira, Marco Antonio Carvalho. "A imagem dos Tribunais de Contas subnacionais". Revista do Serviço Público, Brasília, v. 56, n.1, p. 57-83, 2005.
Arantes, Rogério B. Consensos e Dissensos na Reforma Constitucional do Judiciário. In: Armando Castelar Pinheiro. (Org.). Reforma do Judiciário. Problemas, desafios, perspectivas. Rio de Janeiro: Booklink, 2003, v. , p. 120-137
Arantes, Rogério B. CUNHA, Luciana Gross Siqueira. Polícia Civil e Segurança Pública. Problemas de Funcionamento e Perspectivas de Reforma. In: Maria Tereza Sadek. (Org.). Delegados de Polícia. São Paulo: Sumaré (Idesp), 2003, v. , p. 95-139

Arantes, Rogério B. Kerche, Fábio. Judiciário e Democracia no Brasil. Novos Estudos. CEBRAP, São Paulo, v. 54, p. 27-41, 1999.

Arantes, Rogério B. O sistema híbrido de controle da constitucionalidade das leis no Brasil. Revista CEJ (Brasília), Brasilia, v. 1, n.1, p. 93-100, 1997

Arantes, Rogério B. Sadek, Maria T. A crise do Judiciário e a visão dos juízes. Revista USP, São Paulo, v. 21, p. 34-45, 1994.

ARTIGOS NA MIDIA, TRABALHOS TÉCNICOS e DE EXTENSÃO

Arantes, Rogério B. "Freio de arrumação. Como uma inédita triangulação no interior do sistema de justiça criminal brasileiro produziu a interceptada Lava Jato". Época. Impresso, n. 1093, 17.06.19 pp- 27-29.

Arantes, Rogério B. "E foste um dificil começo". Época. On line. 04.03.19.

Arantes, Rogério B. "História e importância do voto no Brasil". XIV Forum de Dabates. Política para quem? Política para quê? Escola Vera Cruz. 2019.

Arantes, Rogério B. "Não é pelos 46 centavos"Época. Impresso, 31.05.18.

Arantes, Rogério B. Arguelhes, Diego W. "Supremo: o estado da arte". Quatro cinco um, São Paulo, p. 14 - 15, 01 abr. 2018

  ENTREVISTAS E PODCASTS

btn up2

 

"Politização da Justiça", TV da Democracia, 02/04/2019.

"O trabalho do Ministério Público e o cenário político atual". Olhar da Cidadania na Rádio USP, 23/05/2018.

"O julgamento do HC de Lula pelo STF". Programa Panorama, TV Cultura, 05/04/2018.

"O Judiciário e a Crise". Roda Viva, 11/09/2017.

"Judicialização da Política" USP Talks, 26/7/2017.

"Nomeação STF, Lava-Jato e crise política " CCTV, Televisão Central da China, 10/2/2017

"Lava-Jato pode chegar a 2025 ou mais". Valor Econômico, 21/12/2016.

“Protagonismo da Justiça deslocou centro gravitacional da democracia brasileira”. El País, 16/9/2016

V Congresso Nacional de Delegados de Polícia Federal - Painel 1 | Rio de Janeiro - RJ - 2012 PARTE I - PARTE II

"Um debate atrasado e urgente". OESP, Aliás, 02/5/2010

"Corrupção e sistema político no Brasil". CRIP, 14/3/12

 

  NÚCLEO / GRUPO DE PESQUISA

btn up2

 

J U D E - Grupo de Pesquisa Judiciário e Democracia (vide descrição e membros no DGP-CNPq)

O grupo de Pesquisa Judiciário e Democracia (JUDE) desenvolve uma agenda de estudos e pesquisas sobre instituições judiciais e de controle nas democracias contemporâneas, em especial na brasileira. De composição multidisciplinar e interinstitucional, o grupo se dedica a atividades de leitura e sistematização de bibliografia, apresentação e discussão de trabalhos individuais, apoio coletivo ao desenvolvimento de projetos de iniciação científica e de pós-graduação (mestrado e doutorado), realização de pesquisas individuais e coletivas, com ou sem financiamento, organização de seminários e eventos dedicados ao debate e à divulgação científica de resultados e análises, com destaque para o Workshop Mare Incognitum: Desafios da Pesquisa sobre o Supremo Tribunal Federal.