Professor Doutor do DCP-USP. Possui graduação em Ciências Sociais (1990), Mestrado (1994) e Doutorado (2000) em Ciência Política pela Universidade de São Paulo. Dedica-se ao estudo das Instituições Políticas, com ênfase nos seguintes temas: constitucionalismo e democracia em perspectiva comparada, direito e justiça, sistema político brasileiro, instituições de justiça: Judiciário, Ministério Público e Polícia Federal. Foi professor da PUC-SP entre 1995 e 2008 e Coordenador da Pós-Graduação em Ciência Política da USP entre 2011 e 2014. Ingressou no DCP em 2008. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2. Em 2019, atuará como pesquisador do IEA - Instituto de Estudos Avançados da USP - no âmbito do programa "Ano Sabático", desenvolvendo o projeto "Corrupção política e crime organizado no Brasil"

 

  PROGRAMAS DE CURSOS (GRADUAÇÃO E PÓS)

btn up2

 

FLS 6117 - Constitucionalismo e Democracia (1o semestre de 2018) NEW

FLP 0204 - Política IV - Instituições Políticas Brasileiras (1o semestre de 2017)

FLP 0455 - Judiciário e Política (2o semestre de 2016)

 

  PUBLICAÇÕES

btn up2

 

LIVROS 

Arantes, Rogério Bastos (2002) Ministério Público e Política no Brasil. São Paulo: Idesp: Editora Sumaré; Fapesp; Educ.

Arantes, Rogério Bastos.(1997) Judiciário e Política no Brasil. São Paulo: Idesp: Editora Sumaré; Fapesp; Educ.

ARTIGOS e CAPÍTULOS DE LIVROS MAIS RELEVANTES

Arantes, Rogério B. Moreira, Thiago. M. Q. Democracia, instituições de controle e justiça sob a ótica do pluralismo estatal. Opinião Pública, Vol. 25, nº 1, pp 97-135. 2019.

Arantes, Rogério B.; COUTO, Cláudio G. "1988:2018: Trinta anos de constitucionalização permanente". In: Naércio Menezes Filho; Andre Portela Sousa. (Org.). A Carta. Para entender a Constituição brasileira. 1ed.São Paulo: Todavia, 2019, v. 1, p. 13-52.

Arantes, Rogério B. "Mensalão: um crime sem autor?". In: Marjorie Correa Marona; Andrés Del Rio. (Org.). Justiça no Brasil: às margens da Democracia. 1ed.Belo Horizonte: Arraes, 2018, v. , p. 338-389.

Arantes, Rogério B. “Rendición de cuentas y pluralismo estatal en Brasil: Ministerio Público y Policía Federal”. Desacatos (CIESAS), v. 49, p. 1, 2015.

Arantes, Rogério B. Moreira, Thiago. M. Q. “Defensoria Pública e Acesso à Justiça no Novo CPC”. In: Jose Augusto Garcia de Sousa. (Org.). Defensoria Pública. 1ed.Salvador: JusPodivm, 2016, v. 5, p. 703-730.

Arantes, Rogério B. "Judiciário: entre a Justiça e a Política”. In: Lucia Avelar; Antonio Octavio Cintra. (Org.). Sistema Político Brasileiro: uma introdução. 3ed.Rio de Janeiro; São Paulo: F Konrad Adenauer; Editora UNESP, 2015.

Arantes, Rogério B. “Ações Coletivas”. In: Leonardo Avritzer, Newton Bignotto, Fernando Filgueiras, Juarez Guimarães, Heloisa Starling. (Org.). Dimensões Políticas da Justiça. 1ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013, p. 495-503.

Arantes, Rogério B. “Cortes Constitucionais”. In: Leonardo Avritzer, Newton Bignotto, Fernando Filgueiras, Juarez Guimarães, Heloisa Starling. (Org.). Dimensões Políticas da Justiça. 1ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013, p. 195-206.

Arantes, Rogério B.; COUTO, Cláudio Gonçalves. “Constitutionalizing Policy: the Brazilian Constitution of 1988 and its impact on governance”. In: Detlef Nolte and Almut Schilling-Vacaflor. (Org.). New Constitutionalism in Latin America: Promises and Practices. 1ed.Farnham, Burlington: Ashgate Publishing, 2012, v. 1, p. 203-222.

razilian Constitution of 1988 and its impact on governance. In: Detlef Nolte and Almut Schilling-Vacaflor. (Org.). New Constitutionalism in Latin America: Promises and Practices. am, Burlington: Ashgate Publishing, 2012, v. 1, p. 203-222.

Arantes, Rogério B. "Polícia Federal e Construção Institucional". In: Leonardo Avritzer; Fernando Filgueiras. (Org.). Corrupção e Sistema Político no Brasil. 1ed.Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011, p. 99-132.

Arantes, Rogério B. "The Federal Police and the Ministério Público". In: Timothy Power; Matthew Taylor. (Org.). Corruption and Democracy in Brazil. 1ed.Notre Dame: University of Notre Dame Press, 2011, p. 184-217.

Arantes, Rogério B. & Couto, Cláudio G. Construção Democrática e Modelos de Constituição. Dados (Rio de Janeiro. Impresso), v. 53, p. 545-585, 2010.

Arantes, Rogério B & Couto, Cláudio G. “Constitution, Government and Democracy in Brazil”. World Political Science Review, v. 4, p. 3, 2008.

Arantes, Rogério B. & COUTO, Cláudio G. “Constituição, governo e democracia no Brasil”. Revista Brasileira de Ciências Sociais (Impresso), v. 21, p. 41-62, 2006.

Arantes, Rogério B. “Constitutionalism, the Expansion of Justice and the Judicialization of Politics in Brazil”. In: Rachel Sieder; Line Schjolden; Alan Angell. (Org.). The Judicialization of Politics in Latin America. 1ed.New York: Palgrave Macmillan, 2005, p. 231-262.Arantes, Rogério B.Arantes, Rogéri

Arantes, Rogério B. "The Brazilian Ministério Publico and political corruption in Brazil". In: Promoting Human Rights through good governance in Brazil, Centre for Brazilian Studies, University of Oxford, 2003, Oxford, 2003.
Arantes, Rogério B. "Direito e política: o Ministério Público e a defesa dos direitos coletivos". Revista Brasileira de Ciências Sociais (Impresso), São Paulo, v. 14, n.39, p. 83-102, 1999.
Arantes, Rogério B. "Judicial contestation: a less decisive and more resolute political system" (book review). Brazilian political science review, v. 2, p. 138-145, 2008.
Arantes, Rogério B & COUTO, Cláudio G. "A constituição sem fim". In: Sérgio Praça; Simone Diniz. (Org.). Vinte anos de Constituição. São Paulo: Paulus, 2008, v. , p. 31-60. 
Arantes, Rogério B.; Abrucio, Fernando Luiz; Teixeira, Marco Antonio Carvalho. "A imagem dos Tribunais de Contas subnacionais". Revista do Serviço Público, Brasília, v. 56, n.1, p. 57-83, 2005.
Arantes, Rogério B. Consensos e Dissensos na Reforma Constitucional do Judiciário. In: Armando Castelar Pinheiro. (Org.). Reforma do Judiciário. Problemas, desafios, perspectivas. Rio de Janeiro: Booklink, 2003, v. , p. 120-137
Arantes, Rogério B. CUNHA, Luciana Gross Siqueira. Polícia Civil e Segurança Pública. Problemas de Funcionamento e Perspectivas de Reforma. In: Maria Tereza Sadek. (Org.). Delegados de Polícia. São Paulo: Sumaré (Idesp), 2003, v. , p. 95-139
Arantes, Rogério BThe Judiciary, Democracy and Economic Policy in Brazil. In: Stuart S. Nagel. (Org.). Handbook of Global Legal Policy. 1ed.New York: Marcel Dekker, 2000, p. 335-349.
Arantes, Rogério B. Kerche, Fábio. Judiciário e Democracia no Brasil. Novos Estudos. CEBRAP, São Paulo, v. 54, p. 27-41, 1999.

Arantes, Rogério B. O sistema híbrido de controle da constitucionalidade das leis no Brasil. Revista CEJ (Brasília), Brasilia, v. 1, n.1, p. 93-100, 1997

Arantes, Rogério B. Sadek, Maria T. A crise do Judiciário e a visão dos juízes. Revista USP, São Paulo, v. 21, p. 34-45, 1994.

ARTIGOS NA MIDIA, TRABALHOS TÉCNICOS e DE EXTENSÃO

Arantes, Rogério B. "A farmacinha de Janot". Época on line, 08.10.2019.

Arantes, Rogério B. "Gilmar Mendes: o malvado favorito". Época on line, 01.10.2019.

Arantes, Rogério B. "A queda do avião e a desintegração nacional". Época on line, 24.09.2019.

Arantes, Rogério B. "Democracias em risco?". Época on line, 17.09.2019.

Arantes, Rogério B. "O xadrez e a dama do presidente". Época on line, 09.09.2019.

Arantes, Rogério B. "Lei de Abuso de Autoridade: equilibrando o jogo". Época on line, 02.09.2019.

Arantes, Rogério B. "Onde há fumaça, há fogo, e ele arde e queima". Época on line, 26.08.2019.

Arantes, Rogério B. "Intestino e instituições estão funcionando?". Época on line, 19.08.2019.

Arantes, Rogério B. "Quem vai cuidar da jabuticaba que virou barraco?". Época on line, 07.08.2019.

Arantes, Rogério B. "Freio de arrumação. Como uma inédita triangulação no interior do sistema de justiça criminal brasileiro produziu a interceptada Lava Jato". Época. Impresso, n. 1093, 17.06.19 pp- 27-29.

Arantes, Rogério B. "E foste um dificil começo". Época. On line. 04.03.19.

Arantes, Rogério B. "História e importância do voto no Brasil". XIV Forum de Dabates. Política para quem? Política para quê? Escola Vera Cruz. 2019.

Arantes, Rogério B. "Não é pelos 46 centavos"Época. Impresso, 31.05.18.

Arantes, Rogério B. Arguelhes, Diego W. "Supremo: o estado da arte". Quatro cinco um, São Paulo, p. 14 - 15, 01 abr. 2018

  ENTREVISTAS E PODCASTS

btn up2

 

"Politização da Justiça", TV da Democracia, 02/04/2019.

"O trabalho do Ministério Público e o cenário político atual". Olhar da Cidadania na Rádio USP, 23/05/2018.

"O julgamento do HC de Lula pelo STF". Programa Panorama, TV Cultura, 05/04/2018.

"O Judiciário e a Crise". Roda Viva, 11/09/2017.

"Judicialização da Política" USP Talks, 26/7/2017.

"Nomeação STF, Lava-Jato e crise política " CCTV, Televisão Central da China, 10/2/2017

"Lava-Jato pode chegar a 2025 ou mais". Valor Econômico, 21/12/2016.

“Protagonismo da Justiça deslocou centro gravitacional da democracia brasileira”. El País, 16/9/2016

V Congresso Nacional de Delegados de Polícia Federal - Painel 1 | Rio de Janeiro - RJ - 2012 PARTE I - PARTE II

"Um debate atrasado e urgente". OESP, Aliás, 02/5/2010

"Corrupção e sistema político no Brasil". CRIP, 14/3/12

 

  NÚCLEO / GRUPO DE PESQUISA

btn up2

 

J U D E - Grupo de Pesquisa Judiciário e Democracia (vide descrição e membros no DGP-CNPq)

O grupo de Pesquisa Judiciário e Democracia (JUDE) desenvolve uma agenda de estudos e pesquisas sobre instituições judiciais e de controle nas democracias contemporâneas, em especial na brasileira. De composição multidisciplinar e interinstitucional, o grupo se dedica a atividades de leitura e sistematização de bibliografia, apresentação e discussão de trabalhos individuais, apoio coletivo ao desenvolvimento de projetos de iniciação científica e de pós-graduação (mestrado e doutorado), realização de pesquisas individuais e coletivas, com ou sem financiamento, organização de seminários e eventos dedicados ao debate e à divulgação científica de resultados e análises, com destaque para o Workshop Mare Incognitum: Desafios da Pesquisa sobre o Supremo Tribunal Federal.