A principal inovação promovida pelo DCP-USP no campo da formação em ciência política tem sido a IPSA-USP Summer School in Concepts, Methods and Techniques in Political Science, Public Policy and International Relations. Criada em 2010, a IPSA-USP Summer School oferece cursos de métodos quantitativos, qualitativos, e métodos mistos de elevado nível. Organizada pelo DCP, sob os auspícios da International Political Science Association (IPSA), a escola de verão tem propiciado formação inovadora a estudantes e pesquisadores não apenas da USP, mas de diversas instituições brasileiras e estrangeiras.

 Site oficial da IPSA-USP Summer School

 

summer1

 

Caminhando para a 11 edição, a IPSA-USP Summer School sediada na USP já é a maior e mais duradoura escola de verão patrocinada pela IPSA. No total de dez edições, contou com mais de 1300 participantes, oriundos de quase todos os continentes e mais de 30 países. O corpo docente reúne profesores destacados, especialistas em determinados métodos e técnicas tais como Jason Seawright ( Northwestern University), Bruno Cautrès (Sciences Po, Paris), Matthew Lange (McGill University), Jonathan Phillips (University of São Paulo),  Guy D. Whitten (Texas A&M University), Soledad Artiz Prillaman (Stanford University), Andrew Q. Philips (University of Colorado), Lorena G. Barberia (University of São Paulo), Derek Beach (University of Aarhus, Denmark), Clifford Young (IPSOS-Washington), Allyson L. Benton (City University London), Edward Schatz (University of Toronto), Melani Cammett (Harvard University), Glauco Peres da Silva (University of São Paulo) e Laron Williams (University of Missouri).

summer2

 

Em particular, os alunos do PPGCP tem se beneficiado enormemente não só destes cursos mas do contato mais próximo com os professores visitantes, recebendo deles orientações para o desenvolvimento de seus temas de pesquisa, além de estreitarem vínculos com vistas a oportunidades de estágios e cursos no exterior. O impacto dos cursos da Summer School já se faz sentir nas dissertações e teses, na preparação de artigos para publicação e na internacionalização do DCP. Outro efeito importante é que os professores estrangeiros convidados passam a colaborar de modo permanente com docentes do departamento.